Posts de Marcas Brasil Com e Mkt

Agência de Publicidade e Propaganda em Americana / SP Missão Oferecer soluções criativas de comunicação em curtos prazos para satisfazer as necessidades dos clientes de acordo com os valores de qualidade, inovação e respeito ao ser humano. Visão Ser reconhecida como uma agência de comunicação completa para oferecer serviços e produtos e qualidade e por preços acessíveis. Valores Profissionalismo qualificado, compromisso ético e responsável com todos os envolvidos nesta esfera da comunicação, desde funcionários, fornecedores e principalmente clientes. Benefícios Prazo de entrega: Agilidade para atender sempre a necessidade do cliente; Harmonia nas ilustrações onde todas as peças são desenvolvidas de acordo com as regras de Design e contando sempre com muitos anos de experiência nessa atividade; Excelência de Qualidade, tanto no trabalho apresentado, materiais produzidos, quanto nos fornecedores indicados.

Planejamento estratégico para 2022

O ano está chegando ao sim, é hora de começar o planejamento para 2022, que será um ano marcado por eleições presidenciais e sob o risco de novas variantes de Covid-19. Por conta disso, perspectivas positivas para o próximo ano devem ser consideradas com racionalidade no planejamento empresarial.

Independente do tamanho do seu negócio, o planejamento estratégico é indispensável. Por isso, vamos mostrar como fazer o seu planejamento estratégico para 2022, com base no cenário atual:

  1. Análise Estratégica
    A análise estratégica deve vir baseada no contexto interno e externo da empresa. Se atualmente seu negócio está com problemas financeiros, é importante que práticas de redução de gastos e cortes estejam listados para 2022, por exemplo.

A partir dessas informações mensuradas, a empresa consegue enxergar com mais clareza quais são os cenários para se enfrentar no próximo ano e possíveis soluções para problemas que surgem no meio do caminho.

  1. Filosofia da empresa
    A filosofia da empresa é uma etapa essencial para colocar no planejamento estratégico de 2022, pois deixa explícito para o mercado e para os consumidores quais são as suas missões, visões e valores.

Quanto mais as empresas se posicionam e deixam de ficar “em cima do muro”, mais sentido os objetivos ganham. Com esse pensamento, nada dentro do ambiente de trabalho é feito em vão, tudo tem um propósito e lugar para ser alcançado.

Em 2022, nós devemos valorizar ainda mais a filosofia da empresa não só para mostrar que temos posicionamentos no mercado, mas também para incentivar os colaboradores da empresa e fazer com que eles entendam que tudo ali tem sentido.

Um ponto importante que precisamos destacar é que nenhuma filosofia precisa ser a mesma para sempre. Cada momento é único e a empresa pode, sim, mudar o seu pensamento e assim alterar os seus principais objetivos.

  1. Redefinição dos objetivos estratégicos
    Essa é uma das etapas mais importantes para se pensar para 2022, já que a cada ano as estratégias são renovadas e começam um novo ciclo.

Com base no cenário incerto que estamos entrando, essa redefinição precisa vir com muitos “poréns”. É importante que os objetivos estratégicos tenham caminhos claros e certeiros, sempre com um plano B.

O ano de 2020 foi o maior exemplo que poderíamos ver no mercado. A pandemia explodiu no mundo e quem não tinha caixa, por exemplo, ficou à beira até mesmo da falência (isso sem contar as inúmeras empresas que fecharam).

Por isso, mais do que nunca, você deve redefinir os objetivos que foram traçados esse ano e construir um planejamento estratégico para 2022 com diferentes cenários.

  1. Planos de ação para 2022
    Por fim, o que não pode faltar nesse planejamento é um plano de ação conciso. Apesar do cenário ser incerto, como falamos diversas vezes, a empresa não pode parar!

O mercado ainda se movimenta a todo vapor e quanto mais dificuldades surgem nesse trajeto, melhor você deve preparar o seu negócio com soluções viáveis.

Todos os projetos/processos devem passar pela análise estratégica, filosofia da empresa e redefinição de metas e objetivos. Com essas informações, os planos de ação podem ser construídos com dados concretos.

Mesmo que um plano de ação não dê certo nesse primeiro momento, você pode recomeçar e fazer um novo ciclo.

Como criar conexão com seu público seguindo estratégias do Marketing 5.0

Empreender envolve uma série de desafios que vão além do produto em si, e uma das dificuldades é como atrair os clientes e criar uma forte conexão além da tela. Essa é a principal proposta do Marketing 5.0, que busca aproximar marcas e consumidores de forma sólida.

Nesse novo contexto, inteligência humana e artificial devem se unir para enriquecer a experiência do usuário, contribuindo para minimizar pontos negativos e impulsionar mudanças importantes no mercado e na sociedade.

Mas o que é Marketing 5.0?
É um conceito e movimento pautado pela combinação entre tecnologia e o fator humano para atrair, conquistar e ganhar a lealdade dos clientes.

Tem tudo a ver com o cenário atual e futuro, no qual marcas e empresas precisam se conectar de outras formas com seus públicos, muito mais atentas às suas necessidades.

Confira abaixo formas da sua empresa criar uma forte conexão com seu público, seguindo as estratégias do Marketing 5.0:

Atingir o lado emocional do cliente
O produto ou serviço precisa envolver um discurso que estimule gatilhos mentais para que o cliente aja a favor da empresa.

É importante se concentrar na necessidade do consumidor, criar engajamento e ter foco em experiências que gerem conexões memoráveis.

Apoiar causas justas
Hoje em dia, uma das maiores preocupações da sociedade tem sido as questões ambientais, sociais e educacionais.

Quando uma empresa assume uma causa, ela estabelece vínculo e contribuição para uma sociedade melhor. Em contrapartida, agrega valor e fortalece a marca.

Transformar os consumidores em embaixadores das marcas
Uma experiência marcante de consumo é como uma viagem: quem viveu, vai querer compartilhar. Atualmente, os consumidores estão mais exigentes e buscam por algo que supere as suas expectativas.

Comunicação escrita: redação corporativa, redação publicitária e copywriting

A comunicação escrita é essencial em todos os ambientes, sejam eles corporativos ou pessoais, você precisa da escrita para se expressar e se fazer entender no seu dia a dia.

Desenvolver uma boa escrita demonstra habilidades de comunicação e alta capacidade cognitiva, além de ótimo nível cultural, raciocínio bem estruturado e tantas outras variáveis que são muito importantes no contexto profissional. E entre as formas de comunicação escrita, temos a redação corporativa, redação publicitária e o Copywriting.

Redação corporativa
A redação corporativa busca adequar a linguagem para o meio corporativo. Os textos contêm propósito e devem fornecer informações relevantes, ajudando o interlocutor a saber ou fazer algo. Esta escrita deve ser substancial, clara, correta e de fácil leitura. Geralmente, divide-se em quatro tipos: instrutiva, persuasiva, informativa e comercial.

Redação publicitária
É chamada de redação publicitária a técnica que conceitua campanhas de divulgação, um esforço que abrange todo o processo criativo, do início ao seu fim. Apesar do nome, a redação publicitária não consiste apenas na produção de textos e abrange todo o processo criativo essencial para as atividades de comunicação.

Dessa forma, o redator publicitário atua desde a criação do conceito de uma ação de marketing até o fechamento da campanha de divulgação. Um trabalho essencial para qualquer mecanismo de propaganda utilizada por uma empresa.

Copywriting
Copywriting é uma estratégia de produção de conteúdo focada em convencer o leitor a realizar uma ação específica. O copywriter deve escrever o “copy” (texto) pensando em seu caráter persuasivo, utilizando gatilhos para despertar interesse no leitor, com objetivo de gerar conversões e vendas.

Mas engana-se quem pensa que esse conceito é uma novidade. A palavra copy foi definida pela primeira vez em 1828 por Noah Webster e, ao contrário da sua transposição literal, “cópia”, o termo remetia a “algo original que deve ser imitado na escrita e na impressão”.

Essa definição caiu em desuso na literatura, mas permaneceu entre jornalistas e impressores que, em meados de 1870, passaram a definir o copywriter como o profissional que escreve anúncios, para diferenciar essa atividade do tradicional redator de notícias.

O tipo de comunicação adotada por uma marca ou empresa faz toda a diferença na imagem que essa companhia quer transmitir para seu público, uma empresa mais jovem e moderna pede uma comunicação menos formal, leve e mais descontraída, já uma empresa que quer transmitir uma imagem mais séria, deve optar por uma linguagem mais formal, conservadora e direta.